<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d15488631\x26blogName\x3dPortagemBlog+-+A+ponte+entre+o+passad...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://portagemblog.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://portagemblog.blogspot.com/\x26vt\x3d5720869566317118064', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

 

Comissão de Festas da Portagem - Breve Historial VII

Passados que foram estes anos, a COMISSÃO DE FESTAS E MELHORAMENTOS DA CAPELA DE NOSSÃ SENHORA DA ROCHA, tem plena consciência que atingiu de um modo geral os objectivos a que se tinha proposto, não tendo assim, a partir de agora, razão de ser, continuar com o nome com que foi criada e registada. Assim, no presente ano – 2005 – já foi requerida a alteração do nome para COMISSÃO DE FESTAS DA PORTAGEM uma vez que assim o prevê a redacção dos seus estatutos internos, referindo que “A Comissão terá por objectivos a realização de actividades de carácter religioso, recreativo, social e outras mas sem carácter lucrativo”.

Poderemos pois, num futuro próximo, optar por uma das outras vertentes mencionadas.

Este historial, quiçá um pouco exaustivo, servirá não só de testemunho as vindouros mas também de um avivar de memória àqueles que a tenham curta, da obra feita em que foram investidos mais de trinta mil euros (seis mil contos). Foi graças não só à carolice, ao trabalho, ao empenho, ao amor à terra dos elementos desta Comissão, mas também e acima de tudo ao incentivo da população que na grande maioria nos apoiou.

Sem o apoio, a generosidade e a solidariedade do povo da Portagem e outros amigos patrocinadores não teria sido possível a concretização de todos os objectivos a que se propôs a Comissão de Festas e Melhoramentos da Capela de Nossa Senhora da Rocha, da Portagem.

 
 

Comissão de Festas da Portagem - Breve Historial VI

No ano passado – 2004 – a já referida Comissão de Festas e Melhoramentos, com os apoios da Câmara Municipal de Marvão e Junta de Freguesia de S. Salvador de Aramenha, adquiriu um novo relógio, este agora já computorizado, em virtude do anterior já estar bastante gasto e já ter “cumprido a sua missão”; construíram-se as instalações sanitárias de apoio à Capela, que eram uma necessidade premente, uma vez que a Capela é também utilizada como casa mortuária; melhorámos significativamente a escadaria de acesso à Torre da Capela; adquirimos a aparelhagem sonora; o leitor de DVD/CD foi oferecido assim como duas colunas e um micro; continuámos com a exposição de fotos antigas e cartazes de festas anteriores e também a elaboração de brochuras inserindo textos sobre a Portagem e a publicidade de empresas que apoiaram as Festas.

É de reflectir, ainda, que as t-shirts e os bonés que os festeiros usaram nas festas desde 2001 foram patrocínio de uma empresa da região de Santarém, que muito amavelmente tem colaborado connosco.

Apesar do programa das Festas Anuais não ter sido cumprido integralmente devido às más condições climatéricas, obtivemos mesmo assim, um saldo positivo, o qual foi também depositado na conta da Capela, como no ano anterior.

CONTINUA...

 
 

"Concerto de Outono", no Centro Cultural de Marvão

 
 

Caminhada: Dia Munidial do Coração em Marvão

 
 

Comissão de Festas da Portagem - Breve Historial V

Em Fevereiro de 2003 contactámos os párocos de S. Salvador da Aramenha, a fim de os informar das nossas intenções em relação ao restauro da Capela de Nossa Senhora da Rocha, uma vez que não tinha sido feita nenhuma candidatura a subsídio comunitário. Além disso tinha havido uma mudança de párocos. O nosso pedido para a realização das obras foi entregue à comissão diocesana de arte sacra e depois de uma reunião em Portalegre e serem ultrapassadas algumas burocracias fomos então autorizados pela Diocese a realizar obras, por despacho de 9 de Maio.

Após as festas anuais tínhamos atingido os nossos objectivos – Restauro da Capela de Nossa Senhora da Rocha – rebocada por dentro e por fora; substituição do pavimento, da instalação eléctrica, da porta de entrada, substituição da pedra do altar, construção dos suportes em pedra na parte traseira da capela, colocação do painel de azulejos representando a imagem de Nossa Senhora da Rocha, pintura integral da Capela (interior e exterior).

De salientar que as tintas aplicadas foram oferta de um patrocinador das Festas, bem como a pedra do altar e o pavimento que foram também oferecidos por outros patrocinadores. A passadeira e o tapete foram também generosamente oferecidos.

Referimos ainda como iniciativa desse ano, a exposição de cartazes antigos da Feira de S. Pedro, para comemorar os 50 anos da sua realização.

Também os focos colocados no adro para iluminação da Capela foram adquiridos pela Comissão de Festas e Melhoramentos da Capela de Nossa Senhora da Rocha.

Apesar de termos sempre em conta a legalidade de procedimentos surgiram alguns “contratempos”, neste ano, que nos surpreenderam e considerámos injustos. No entanto continuámos a trabalhar com entusiasmo em prol da comunidade em que nos inserimos.

O saldo da Festa Religiosa em 2003 foi positivo e depositado na conta da Capela, conforme orientação dos nossos párocos.

CONTINUA...

 
 

Nem o frio inibiu o "Espírito da Dança"

Nem o frio que se fazia sentir em Marvão e muito menos o facto de não ser a primeira vez que o grupo "Spirit of the Dance" actua em Portugal, fez com que o espectáculo perdesse qualidade em relação a outros, como os de Lisboa e Porto.

Os ritmos musicais impostos por este excelente grupo, beseados principalmente no Rock and Roll, no Jazz e na música Clássica, bem como a iluminação conjugada com o som e a técnica dos membros do "Spirit of the Dance", encerraram da melhor forma o V Festival de Música de Marvão.

Centenas de pessoas do concelho de Marvão e de alguns concelhos vizinhos, viram este evento que já passou por cerca de vinte países e foi visto por mais de trinta milhões de pessoas.

"Um espectáculo que não é fácil trazer a uma localidade como Marvão" (segundo palavras de Madalena Tavares, actual vereadora da Câmara Municipal de Marvão, à Rádio Portalegre) mas que fez desta bonita vila, o cenário perfeito para a realização de um evento do género.


Sobre o grupo "Spirit of the Dance":

"Spirit of the Dance" é um grupo com vastos anos de actuações, mas que só à cerca de oito anos
atrás começou a percorrer o mundo e a conquistar o público de vários países.

O grupo surgiu a partir da Dança Tradicional Irlandesa (Irish Dance) e que mais tarde juntou outros tipos de dança, originais de outros países, como o "Flamenco", "Salsa", "Tango", "Can Can", entre outras.

É constituído por mais de 300 pessoas, de idades entre os 18 e os 25 anos, naturais da Irlanda e de Inglaterra; pessoas essas que se podem dividir e fazer dezenas de espectáculos, espalhados pelo mundo, ao mesmo tempo.

 
 

Exposição de Pintura na Câmara Velha - Casa da Cultura de Marvão


Está patente, entre os dias 2 de Setembro e 30 de Outubro na Câmara Velha – Casa da Cultura de Marvão, uma exposição de pintura da autoria de Tiago Mourato.

Tiago Mourato, jovem pintor portalegrense, conta já no seu currículo com várias exposições individuais e colectivas. O trabalho deste artista pode ser apreciado até ao final de Outubro em Marvão, bem como nos sites
www.tiagomourato.com.sapo.pt ou www.arteflow.org.

Câmara Velha - Casa da Cultura de Marvão
Rua 24 de Janeiro nº1
7330-122 Marvão
Telef. 245909170
Email:camara.velha@cm-marvao.pt
Horário: diariamente entre as 9.30-13.00 e 14.00- 17.30

 
 

Comissão de Festas da Portagem - Breve Historial IV

No ano de 2002 o trabalho continuou. Editámos um livro sobre S. Silvestre, da autoria de Nuno Alexandre Pires Chambel Fernandes. O dinheiro obtido da venda desse livro reverteu integralmente nas obras da Capela.

Por ser necessário a utilização da Lei do Mecenato, procedeu-se então à legalização da COMISSÃO DE FESTAS E MELHORAMENTOS DA CAPELA DE NOSSA SENHORA DA ROCHA para obtenção do cartão de contribuinte.

Neste ano os habitantes da nossa aldeia foram mobilizados para se organizarem e receber a Fanfarra dos Bombeiros em locais determinados, nas ruas, oferecendo um beberete.

Outras iniciativas tiveram a ver com a realização de uma exposição de fotos antigas sobre o tema – PORTAGEM, ONTEM E HOJE – assim como a colaboração de poetas populares e artistas plásticos que se inseriram no referido tema. Esta exposição foi uma agradável surpresa para toda a população e por isso repetida nos anos seguintes sob outros títulos, visando o mesmo tema.

Fizeram-se também várias cópias de uma foto dos festeiros que fizeram a reconstrução da Capela em 1925/26, em homenagem à sua memória; a elaboração de estampas de Nossa Senhora da Rocha pelas Irmãs da Ordem das Clarissas (Santarém); foi oferecido um manto azul, bordado pelas referidas Irmãs.

Funcionou novamente o Salão de Chá com bastante êxito. O telhado da Capela foi arranjado (o algeroz). Tínhamos já dispendido cerca de 5 500€ (1 100 000$00) nas obras efectuadas e o saldo da Festa Religiosa foi também negativo, mas a Festa Civil compensou.

CONTINUA...

 
 

Comissão de Festas da Portagem - Breve Historial III

Foi então que só em 2001, resolvemos retomar o nosso projecto, agora mais ambicioso que em 1993.
Passados que foram seis anos, a equipa de trabalho já não foi a mesma, por diversos motivos pessoais e profissionais. Formou-se assim uma nova Comissão.

Agora, o projecto era tentar fazer uma renovação mais profunda, nomeadamente na antiga capela de S. Silvestre (a actual sacristia). Há algum tempo que vínhamos sendo abordados por alguns habitantes mais idosos da portagem, no sentido de ver se conseguíamos trazer a imagem de S. Silvestre para a sua Capelinha, seu local de origem, uma vez que se encontrava há largos anos num anexo da Igreja de S. Salvador de Aramenha. Dando corpo a este anseio, após exaustivas diligências e com o apoio do Sr. Padre Martinho, pároco da altura, a imagem regressou enfim às suas origens. A Capela de S. Silvestre foi então sujeita a um profundo restauro. Foi um ano de muito trabalho, esforço e cansaço a todos os níveis.

Andámos ainda de fábrica em fábrica a solicitar objectos para a quermesse e fez-se a campanha dos sacos de pano com a estampagem da Ponte Romana (Ponte Quinhentista).
Restaurou-se o altar de S. Silvestre, foram picadas e rebocadas as paredes interiores e exteriores e no tecto foram colocados os adornos, florões em gesso, mandando executar réplicas como eram antigamente.
O sistema eléctrico foi totalmente renovado e a segurança da pequena capela (sacristia) reforçada.

Foram ainda restaurados e pintados os bancos da Capela de Nossa Senhora da Rocha e compraram-se o Missal Ferial e alguns Paramentos.
Mandámos fazer pagelas com a imagem da Padroeira e umas brochuras com textos sobre a Portagem e com inserção de publicidade de empresas que nos apoiaram.
Nesse ano o saldo da Festa Religiosa teria sido negativo, não fora a Comissão estar unida e trabalharmos todos para o mesmo fim.

CONTINUA...